A comunicação do Paranapanema se destaca durante o Encob 2019


Evento foi realizado entre os dias 21 e 25 de outubro

A cidade de Foz do Iguaçu-PR sediou o XXI Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas (Encob), realizado entre os dias 21 e 25 de outubro. Está foi a 1ª edição que com a participação ativa de um Comitê de Bacia na organização do Encob. O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema (CBH Paranapanema) apoiou a realização do evento.

O XXI Encob, promovido pelo Fórum Nacional de Comitês, foi realizado em parceria com o Governo do Estado do Paraná e a Secretaria do Estado de Desenvolvimento Sustentável e Turismo, do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema, e com o apoio dos Comitês de Bacias Hidrográficas instituídos no estado. Nesta XXI Edição estiveram presentes representantes de 198 comitês de Bacias, que participaram ativamente das atividades, diálogos e encontros promovidos ao longo dos dias do evento.

O presidente do Comitê, Everton Souza, ficou feliz com o resultado. “O evento foi um sucesso! Mais de 1500 participantes inscritos, discussões técnicas de grau elevado, houve um envolvimento muito grande por parte dos comitês em relação a participação nos diversos espaços que foram reservados para o nosso trabalho”, ressaltou.

No primeiro dia do evento, foram realizadas 10 oficinas simultâneas, com os mais variados temas, como, a Construção de Planos de Bacias Hidrográficas; O papel da educação ambiental e da capacitação na gestão de recursos hídricos; Aplicação dos indicadores de governança das águas.

A Oficina Sustentabilidade na administração foi ministrada pela vice-presidente do CBH Médio Paranapanema, Patrícia Fazano. “Abordamos temas, como resíduos gerados dentro da administração pública, uso racional dos recursos naturais, especificamente a água e energia elétrica.”

A noite do primeiro dia foi reservada para a solenidade de abertura, onde contou com a presença do Coordenador Geral do Fórum Nacional de Comitês de Bacias (FNCBH) e membro do CBH Araguari, Hideraldo Buch; o Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais e Presidente da Associação Brasileira das Entidades Estatuais de Meio Ambiente (ABEMA), Germano Luiz Gomes Vieira; o Diretor Presidente do Instituto Ambiental do Paraná e Presidente do CBH Paranapanema, Everton Luiz da Costa Souza; representando o Prefeito Municipal de Foz do Iguaçu, estava a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Ângela Meira; o Diretor Presidente do Instituto das Águas do Paraná, coordenador da comissão local de organização do XXI Encob, José Luis Scrocaro;  o governador honorário do Conselho Mundial da Água, Lupercio Ziroldo; a Diretora Presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Christianne Dias,  e o Secretário de Estado do Desenvolvimento Sustentável e Turismo do Paraná, Márcio Nunes.

O presidente do CBH Paranapanema, Everton Souza, ressaltou a importância do evento e do papel dos Comitês de Bacias Hidrográficas. “Os Comitês são o coração da gestão de recursos hídricos no Brasil”, finalizou.

Após a solenidade de abertura, a Exposição foi aberta. O CBH Paranapanema esteve presente com um estande alegre, que objetivou difundir as ações executadas na Bacia Hidrográfica. No dia 21, os presentes puderam participar do Luau do Paranapanema. Durante 1h30, houve música ao vivo no estande, dentre elas, a #EuSouParanapanema.

Durante todo o evento, no estande, foram distribuídos um calendário 2019 que conta a história do Comitê do Rio Paranapanema, lápis tempero, que além de ser de material degradável possui sementes de salsa na ponta, e foram tiradas fotos instantâneas para que os visitante levassem uma lembrança do Evento e do Paranapanema para casa.

Na terça-feira e quarta-feira (22 e 23 de outubro), além das atividades programadas pelo evento, no estande do CBH Paranapanema foram realizados dois Talks Show. O primeiro, com a secretária adjunta, Suraya Modaelli, e o presidente do Comitê, Everton Souza, abordou acerca das expectativas em relação ao XXI Encob, o processo de organização e as atividades do CBH Paranapanema. O 2º falou sobre Segurança Hídrica, um dos temas trazidos pelo Encob, com o membro da secretaria executiva do Comitê; Emílio Prandi e o 1° Vice-presidente do CBH Paranapanema, Vandir Almeida.

Ainda no terceiro dia do Encontro, a Comunicação do Comitê tema de uma palestra realizada na Arena, na qual explanou sobre a construção do Plano de Comunicação do Comitê e os resultados alcançados. Este também foi o tema apresentado em formato de pôster pelo CBH Paranapanema.

No quarto dia (24 de outubro), o presidente do Paranapanema falou sobre Integração ao grande Plenário. A apresentação foi finalizada com uma ação participativa dos membros que surpreendeu a todos os presentes, que puderam, também, conhecer o clipe da música #EuSouParanapanema.

Na mesma data, no período da tarde, os vice-presidentes do Comitê, Vandir Almeida e Paulo Soares; e o geólogo Emílio Prandi falaram sobre o modelo participativo na construção do Plano Integrado de Recursos Hídricos (PIRH Paranapanema).

O Comitê do Paranapanema também teve destaque nos trabalhos científicos apresentados. O projeto “Uma visão do uso das águas subterrâneas para municípios – o caso de Marialva/PR”, submetido pelo Hermam Vargas Silva e Lucas Francisco Tognato, trata de uma das regiões geográfica da Bacia do Rio Paranapanema, o projeto “Identificação de áreas de inundações em córregos urbanos”, dos autores Jhonathan Yoshiaki Namba; Bruna Forestieri Bolonhez; Cláudia Telles Benatti; Ed Pinheiro Lima; e Paulo Fernando Soares, desenvolvido na Universidade Estadual de Maringá – PR, também pertence à região geográfica da Bacia do Rio Paranapanema. O grupo de geólogos do Paranapanema convidou outros profissionais e desenvolveram o projeto Gestão Integrada de Águas Subterrâneas e Superficiais na Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema.

Com destaque para a proteção, a recuperação e a conservação da Bacia do Ribeirão Cafezal – Bacia Hidrográfica do Rio Tibagi, pertencente ao Paranapanema – estudantes dos vários cursos de Engenharia da Faculdade Pitágoras e da Universidade Federal Tecnológica (UTFPR) de Londrina participaram do Hackathon Ambiental 2019. O nome Hackathon vem da combinação dos termos hack, que significa programar com excelência, com marathon, de maratona. Os alunos tiveram 24 horas para apresentar projetos. O CBH Paranapanema apoiou a iniciativa inspirando os alunos, por meio de uma apresentação, na qual se pontuou os desafios PIRH Paranapanema.