Encontro Ampliado do PIRH reúne mais de 150 pessoas em Londrina

primeiro-encontro-ampliado-15-e-16-02-16Evento realizado nos dias 15 e 16 de fevereiro na cidade paranaense debateu os principais pontos do plano de recursos hídricos, seus próximos passos e a eleição do CBH-Paranapanema. Encontro de prefeitos foi a novidade anunciada.

Promovido pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema (CBH-Paranapanema) e Agência Nacional de Águas (ANA), o primeiro Encontro Ampliado do PIRH Paranapanema (Plano Integrado de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema) foi realizado com sucesso. Representantes de todas as regiões envolvidas estiveram presentes, participaram ativamente das palestras e atividades propostas. A eleição da nova diretoria do CBH-Paranapanema também foi discutida, lembrando que o processo já está aberto, culminando com a posse dos novos líderes em dezembro.

Uma das novidades apresentadas no evento foi a sugestão do prefeito de Londrina, Alexandre Lopes Kireeff, de se fazer um encontro dos prefeitos da Bacia do Paranapanema. A ideia foi amplamente aceita pelos presentes. “É importante que os prefeitos estejam cada vez mais presentes no desenvolvimento do PIRH, ampliando sua viabilidade”, destacou Everton Souza, presidente do CBH-Paranapanema. O executivo lembrou também do empenho do CBH-Paranapanema e da Agência Nacional de Águas (ANA) para realização do encontro e mobilização em torno do plano. “É um esforço em conjunto, com ritmo de trabalho forte, que tem refletido no avanço do PIRH. Temos certeza de que teremos um resultado excepcional ao final dos trabalhos, sobretudo por ter um plano exequível em mãos”, completa.

Para Sérgio Rodrigues Ayrimoraes Soares, superintendente de Planejamento de Recursos Hídricos da ANA, o PIRH se mostra inovador, sobretudo por seu caráter mobilizador e estar sendo construído em conjunto por vários órgãos gestores dos recursos hídricos federal e estaduais e a sociedade organizada. “O caráter inédito do PIRH está em reunir diversas entidades em uma harmoniosa proposta de realizar um estudo bem feito e que mobilize a sociedade. Um plano que também prima pela ousadia, com propostas claras do como fazer e não apenas um diagnóstico invertido. Ou seja, levanta-se o problema e se busca encontrar soluções práticas para ele”, afirma Soares.

Além de apresentar o processo em construção, o encontro promoveu a integração dos membros dos seis comitês de bacias afluentes que compõem a Bacia Hidrográfica (Pontal do Paranapanema, Médio Paranapanema e Alto Paranapanema, em São Paulo, e Piraponema, Tibagi e Norte Pioneiro, no Paraná) e do CBH-Paranapanema, incentivando a participação efetiva de todos os atores envolvidos com o tema. No total, cerca de 150 pessoas participaram do evento, incluindo representantes do Poder Público, universidades, ONGs, usuários de recursos hídricos e a sociedade civil em geral.

Entre as autoridades presentes, participaram também o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná, Ricardo José Soavinski; Rui Brasil Assis, coordenador de Recursos Hídricos do Estado de São Paulo; José Luiz Scrocaro, coordenador de Recursos Hídricos do Paraná; Sandra Aparecida de Souza Kasai, prefeita de Rosana (SP) e presidente do Pontal do Paranapanema; Priscila Silverio Sleutjes, vice-presidente do CBH Alto Paranapanema; Ismênia Mendes de Moraes, prefeita de Palmital (SP) e presidente do CBH Médio Paranapanema; Cristiane Okawa, membro do CBH Piraponema; Galdino Andrade Filho, presidente do CBH Rio Tibagi; e Gandy Ney de Camargo, vice-presidente do CBH Norte Pioneiro.