Medidas para mitigar a crise nos reservatórios do Paranapanema apresentam resultados

O nível no volume de água aumentou e a expectativa é que chegar a cerca de 70%no fim de outubro

Na última sexta-feira (7 de junho), o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) apresentou novas projeções acerca do nível dos reservatórios na Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema, durante a reunião da Sala de Situação. De acordo com a ONS, os reservatórios de Jurumirim, Chavantes e Capivara apresentam, atualmente, os índices de 29,47%, 42,08% e 54,5% respectivamente.

Desse modo, com a manutenção da vazão de defluência em 60 m³/s em Jurumirim e 85m³/s em Chavantes, os reservatórios devem apresentar, até 31 de outubro deste ano, níveis de 69,82% e 56,52% respectivamente, em um cenário com poucas chuvas. Contudo, se contar com as precipitações médias para este período, os índices podem chegar a 82,47% em Jurumirim e 59,38% em Chavantes.

Os resultados apresentados mostram que a redução da vazão de defluência nos reservatórios foi fundamental para aumentar os níveis dos reservatórios. Dessa forma, durante a Sala de Situação, foi definido que as vazões permanecerão as mesmas, com o objetivo de estabilizar os reservatórios e garantir o armazenamento de água.

De acordo com o Superintendente de Operações e Eventos Críticos da Agência Nacional de Águas (ANA), para o rio, pensando em sua conservação, não é bom que o volume oscile com tanta frequência. Os presentes na reunião acordaram, portanto, que só voltarão a discutir aumento das vazões de defluência nos reservatórios quando Jurumirim atingir 50% e Chavantes 60%.

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema (CBH Paranapanema), representado na reunião, se manifestou favorável, tendo em vista as solicitações feitas pelos usuários de recursos hídricos na reunião realizada em 23 de maio, em Londrina/PR, na qual eles demostraram a importância dos reservatórios para as regiões em que eles estão instalados, seja para a piscicultura, seja para o turismo.

A Sala de Situação volta a se reunir em 12 de julho.