PIRH Paranapanema é aprovado por unanimidade

foto-da-aprovacao-do-pirh-ponta-grossa

Sexta-feira, dia 21 de outubro de 2016, foi um dia histórico para os envolvidos, direta ou indiretamente, com a Bacia do Rio Paranapanema. Na ocasião, o Plano Integrado de Recursos Hídricos (PIRH) da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema foi aprovado por unanimidade pelos membros do CBH-PARANAPANEMA. A aprovação ocorreu durante a 4ª Reunião Extraordinária do Comitê de Bacia, realizada na Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Ponta Grossa (PR).

“Se pudesse resumir o sentimento de toda a equipe que trabalhou na construção do PIRH Paranapanema, diria que estamos muito felizes, com a sensação do dever cumprido. Temos certeza que o estudo será um instrumento que pautará a política de recursos hídricos para os próximos anos na região e servirá de modelo para o País”, destacou Sergio Rodrigues Ayrimoraes Soares, superintendente de Planejamento de Recursos Hídricos da Agência Nacional de Águas (ANA).

Após pouco mais de três anos, desde quando foram aprovados os Termos de Referência para orientar a elaboração do plano, o PIRH Paranapanema foi sendo construído com o apoio dos órgãos gestores, do poder público, dos usuários dos recursos hídricos, das ONGs e da sociedade civil em geral. O ineditismo do plano está justamente na forte mobilização dos Comitês de Bacias Afluentes e na forma como foi elaborado. “Conseguimos construir, de forma participativa e inovadora, um plano que representa a bacia como um todo e não fragmentada em bacias afluentes. O comprometimento de todos foi fundamental para, dentro dos prazos estipulados, concluirmos o estudo e, principalmente, ter a certeza que ele será executado”, afirmou Paulo Soares, representante da Universidade Estadual de Maringá e 2º vice-presidente do CBH PARANAPANEMA.

Três etapas principais compuseram a elaboração do PIRH Paranapanema: Diagnóstico, Prognóstico e Plano de ações. Com a aprovação do plano, ele está pronto para ser implementado. A partir de então, os atores envolvidos com o uso dos recursos hídricos da bacia têm o compromisso de contribuir para sua implementação, de forma que ele se torne uma ferramenta efetiva de gerenciamento dos recursos hídricos da bacia hidrográfica do Rio Paranapanema, e seja apropriado pelos órgãos gestores de recursos hídricos da União e dos estados de São Paulo e Paraná, bem como dos diversos setores usuários e transversais, garantindo a preservação das águas da bacia hidrográfica.

De acordo com o presidente do CBH-PARANAPANEMA, Everton Luiz da Costa Souza, um diferencial importante do PIRH Paranapanema é justamente não ter vácuo entre sua conclusão e início da execução. “A intenção de todos os envolvidos com o PIRH é que ele seja implementado a partir de agora. Para isso, foi desenvolvido o manual operativo do plano e será criada uma câmara de articulação política, que ficará responsável pelas articulações institucionais, políticas e setoriais para dar prosseguimento à sua implementação”, concluiu o presidente do comitê, parabenizando a todos os que contribuíram para a elaboração do PIRH Paranapanema.